Primeiros Sintomas no Teatro Municipal Joaquim Benite

  

Teatro

A Sala Experimental do Teatro Municipal Joaquim Benite, em Almada, recebe A História Assombrosa de Como o Capitão Michel Alban Perdeu o seu Braço, a partir de Gaston Leroux e com encenação de Bruno Bravo, pela companhia Primeiros Sintomas.

 

O espectáculo para Maiores de 12 anos será apresentado a 12 e 13 de Outubro, na Sala Experimental, sempre às 21h. Está agendada uma Conversa com o público no foyer do TMJB, sobre o espectáculo, para dia 13 às 18h. Os bihestes custam entre 5€ e 10€. 

"O capitão Michel só tinha um braço, que lhe servia para fumar cachimbo" – assim arranca o conto de Gaston Leroux que Bruno Bravo adaptou para teatro. Em breve, o narrador há-de passar a palavra ao velho lobo-do-mar, para que este, cedendo à pressão dos companheiros reformados que passam o tempo a beber e a contar histórias assombrosas, exponha na primeira pessoa as circunstâncias inusitadas em que perdeu o braço. Narrado à meia-luz, o relato cedo se revela o mais impressionante de todos. Para além das suas "qualidades literárias", foi a possibilidade de explorar "uma atracção confessa por ambientes mais góticos" que impeliu os Primeiros Sintomas a reescreverem cenicamente este thriller francês. Afinal, quem resiste a uma história bem contada?

Gaston Leroux (1868-1927) foi um escritor e jornalista francês, célebre pelas suas histórias de detectives na esteira de Arthur Conan Doyle e Edgar Allan Poe. É o autor de O mistério do quarto amarelo (1907) e de O fantasma da ópera (1911), imortalizado em diversos musicais e adaptações cinematográficas.

Bruno Bravo (n. 1972) é actor, encenador e director artístico da Primeiros Sintomas, que co-fundou em 2001. Licenciado em Teatro – Ramo Actores pela Escola Superior de Teatro e Cinema, com o quarto e o quinto ano da licenciatura bietápica em Encenação, frequentou o mestrado em Estudos Teatrais da Faculdade de Letras de Lisboa.

Interpretação: António Mortágua, Carolina Salles, Joana Campos e Miguel Sopas
Música original e sonoplastia: Sérgio Delgado
Cenário e figurinos: Stéphane Alberto
Desenho de luz: Alexandre Costa
Narrador: Marco Delgado
Participação especial: Henrique Bispo e Valter Teixeira